Quem Somos

O  ReCivitas  – Instituto pela Revitalização da Cidadania é uma organização da sociedade civil, registrada perante o Ministério da Justiça desde 07 de Outubro de 2006.

Mas o que o ReCivitas é para os regulamentos, normas e burocracia não é capaz de traduzir o que nos impulsiona, nossos objetivos e ainda mais, os caminhos que percorremos para tentar alcança-los.

Sua estrutura enxuta não limita seu escopo, que não se encerra em um único foco de atuação, mas em um feixe interligado de elementos que constitui seu objeto maior, a plena cidadania.

Isto é facilmente percebido em suas atuações:

  • Desenvolvimento de políticas públicas inovadoras

  • Criação e execução de experiências socioeconômicas libertárias

  • Elaboração de projetos de lei

  • Estruturação de licenças de propriedade intelectual

  • Criação de novos produtos para investimento social

  • Arquitetura de plataformas de governança

  • Produção de tecnologia social

Se visto de relance suas atuações podem soar desconexas. Mas isso logo se dissipa no contato com seus projetos. Tome um pouco de tempo para descortiná-los conosco.

Missão

 

 

Nossa principal missão é o desenvolvimento de tecnologias sociais que objetivem a transformação de pessoas à margem da sociedade em plenos cidadãos, através da inclusão econômica, política e cultural. Nossa luta é repensarmos as estruturas sociais e buscarmos novos meios de interação, que escapem das armadilhas da privação e da escassez.

 

Valores

Accountability. Nossos projetos são apresentados com a mais absoluta transparência, mediante a publicação de seus elementos, custos e resultados. Mas para além de uma simples prestação de contas, realizamos estudos próprios e somos objetos de estudos independentes na constante análise crítica de nossas ações.

Sustentabilidade. Ainda que já lugar comum em todas as ações que se pretendam conscientes, é preocupação fundamental de nossos projetos e ações. Sustentabilidade como busca pela manutenção e continuidade econômica dos projetos de forma eficiente. A tentativa constante de desenvolver instrumentos inovadores de custeio, em que o orçamento não dependa de variáveis externas ao projeto.

 

TeorizAção. A preocupação que pauta todos nossos atos é unir dois pontos que muitos tomam como distantes. A ação e a conjectura. Nossos esforços teóricos são de rumo prático. Nossa prática é pautada por uma profunda e cuidadosa construção teórica. Por isso pensamos na ação, agimos no pensamento. Por isso nos projetamos como algo que extrapola um executor de projetos, mas que não se limita a estudos acadêmicos estéreis.

  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle
  • YouTube - Black Circle

Todo conteúdo sob Licença ⒶRobinRight - ReCivitas